A beleza em Camille Claudel

Lembramos hoje de Camille Claudel (08/12/1864 – 19/10/1943), escultora francesa de uma sensibilidade fora do comum, que produziu obras de incomparável beleza e delicadeza.

Camille teve por mestres Alfred Boucher e Auguste Rodin. Em 1885 ela foi convidada por Rodin para ser colaboradora em seu ateliê e eles trabalharam juntos em diversas esculturas. Pouco tempo depois, Camille e Rodin se apaixonam e vivem uma intensa relação amorosa. Entretanto, a vida de Camille foi abalada por duas circunstâncias. Primeiro, acusam-na de que suas obras seriam, na realidade, feitas por seu mestre e, em segundo lugar, o fato de Rodin não conseguir pôr fim ao seu relacionamento com Rose Beuret também a perturba. Com isso, Camille fica triste e depressiva, e busca se afastar de Rodin.

Magoada e fora de si, Camille passa a nutrir por Rodin sentimentos ambíguos de amor e ódio que acabam se transformando em um estado paranóico e de loucura. A partir de 1905 os períodos paranóicos de Camille pioram. Ela passa a ouvir vozes e ter delírios persecutórios com frequência, piorando a sua condição de saúde, que chega a configurar um quadro completo de esquizofrenia. Em 1913, após a morte do pai, ela entra em uma fase de frustração e agressividade e é internada no manicômio de Ville-Evrard. Posteriormente Camille foi transferida para Villeneuve-lès-Avignon onde fica até o fim de sua vida. Claudel ficou trinta anos internada, passando a maior parte do tempo amarrada e sedada. Foi desta forma que chegou ao fim o período de maior criativdade na vida da artista.

Retrato de Camille ClaudelÉ pela incrível capacidade de produção e poder criativo destas pessoas tão frágeis em sua saúde mental, e contra este tipo de solução restritiva da vida e da liberdade, que a Agrega se posiciona a favor da inclusão social através do trabalho. Acreditamos que este é um modo eficaz de evitar os chamados tratamentos compulsórios em confinamento.

Para saber mais sobre a vida e a obra de Camille Claudel, acesse o filme Camille Claudel (legendas em inglês) no YouTube através dos endereços abaixo:

Filme de 1988, direção de Bruno Nuytten, co-produção de Isabelle Adjani, estrelando Gérard Depardieu e Isabelle Adjani:

1ª parte (1h11min49seg): <http://www.youtube.com/watch?v=iA8pHSr_irY>
2ª parte (1h25min58seg): <http://www.youtube.com/watch?v=nZ1e0KSgXn4&feature=relmfu>